O seu navegador não é compatível. O site TripAdvisor poderá não ser exibido corretamente.Aceitamos os seguintes navegadores:
Windows: Internet Explorer, Mozilla Firefox, Google Chrome. Mac: Safari.

“Só a história salva.”
Avaliação sobre Casa Villarino Bar

Casa Villarino Bar
2.482 de 14.451 Restaurantes em Rio de Janeiro
Faixa de preço US$ 7 - US$ 16
Mais detalhes do restaurante
Detalhes do restaurante
Bairro: Centro
Descrição: Fundada por espanhóis em meados de 1953, a tradicional CASA VILLARINO é um misto de bar e delicatessen, onde se pode encontrar bebidas e comestíveis finos, nacionais e importados. Estrategicamente localizada no centro do Rio de Janeiro, virou símbolo e referência da boemia carioca, onde ao final do expediente, poetas, intelectuais, músicos, trabalhadores da justiça e da economia e outros profissionais, amantes de uma boa bebida e um bom papo pra descontrair, se encontram desde aquela época. Foi em uma das mesas do bar da CASA VILLARINO que, no verão de 1956, TOM JOBIM foi apresentado ao poetinha VINÍCIUS DE MORAES, por Lúcio Rangel para musicar a peça Orfeu da Conceição, que foi apresentado ao público meses mais tarde. Também foi onde se ouviu pela primeira vez o termo BOSSA NOVA, que ninguém sabia ao certo o que significava, mas, acabou dando nome ao novo estilo musical que revolucionou e marcou uma era, admirado no Brasil e no mundo. Dizem que seu autor e primeiro a usar o termo foi Fernando Lobo, usando como qualitativo para nomear tudo que era novidade, outros atribuem a Lúcio Rangel, mas não resta dúvida de que foi no VILLARINO que o termo e o novo estilo musical surgiu. Em uma das paredes do bar, foi instalado um painel fotográfico, em tamanho natural, para homenagear aqueles ilustres boêmios intelectuais. Nessa parede os freqüentadores registravam sua passagem, onde faziam dedicatórias e rabiscos. Pancetti, Di Cavalcanti e Augusto Rodrigues lá deixaram seus primeiros traços e pinceladas, Ary Barroso registrou ali sua inspiração e as primeiras letras da famosa Aquarela do Brasil.
Publicada 16 de fevereiro de 2017

A refeição deixou muito a desejar em termos de qualidade dos ingredientes e confecção do prato; muito aquém do esperado para uma casa que apresenta uma história e tradição como atrativo. O gerente não se mostrou surpreso com a crítica, tampouco ávido por buscar solução para o mal funcionamento da cozinha.

    • Custo-benefício
    • Atendimento
    • Comida
1  Obrigado, 712marcost
Esta avaliação representa a opinião subjetiva de um membro do programa TripAdvisor e não da TripAdvisor LLC.
Faça uma avaliaçãoAvaliações (61)
Pontuação dos viajantes
Tipo de viajante
Época do ano
Idioma
  • Mais idiomas

12 a 16 de 61 avaliações

Publicada 27 de outubro de 2016 via dispositivo móvel

O Villarino da Calogeras te remete a um bom passado. Mesas de botequim do início do século passado, mobiliário em madeira envernizada, geladeira à moda antiga, com espelhos nas portas....um viagem no tempo.
Para não decepcionar os clientes, os pratos do cardápio são à moda das nossas avós e bisavós. Muito saborosos e simples.
Destaque para a carne assada e a goiabada valorizada pelo Catupiry.
Vale sempre a pena voltar.

Obrigado, Ronaldo M
Esta avaliação representa a opinião subjetiva de um membro do programa TripAdvisor e não da TripAdvisor LLC.
Publicada 3 de outubro de 2016

Estabelecimento de muitas décadas de bons serviços prestados à causa boêmia. Intelectuais e artistas frequentaram (e frequentam) suas mesas. Ambiente escuro, amadeirado. A gentileza dos funcionários é extrema.

    • Custo-benefício
    • Atendimento
    • Comida
Obrigado, Sergio T
Esta avaliação representa a opinião subjetiva de um membro do programa TripAdvisor e não da TripAdvisor LLC.
Publicada 9 de junho de 2016

Diz a lenda que ali se conheceram Vinícius de Moraes e Tom Jobim. O Bar mantém seu estilo original, dos melhores clássicos do Centro do Rio. Fotos históricas, garçons idem, cerveja gelada e bons petiscos.

Obrigado, Angélica M
Esta avaliação representa a opinião subjetiva de um membro do programa TripAdvisor e não da TripAdvisor LLC.
Publicada 26 de maio de 2016

Bar em que Vinícius de Moraes e Tom Jobim selaram parceria, em fins da década de 1950. Continua lá, pequeno, mas aconchegante. Peça arroz de brócolis com lula. Cerveja se mantém gelada nos refrigeradores com porta de madeira. Imagens da bossa nova e outras ilustram paredes. É lindo. É o Rio.

Obrigado, carlos h c
Esta avaliação representa a opinião subjetiva de um membro do programa TripAdvisor e não da TripAdvisor LLC.

Os viajantes que viram Casa Villarino Bar, também viram

 

Já visitou Casa Villarino Bar? Compartilhe suas experiências!

Proprietários: qual é o seu lado da história?

Você é o proprietário ou o gerente deste estabelecimento? Solicite o seu perfil gratuito para responder a avaliações, atualizar o seu perfil e muito mais.

Solicite o seu perfil