O seu navegador não é compatível. O site TripAdvisor poderá não ser exibido corretamente.Aceitamos os seguintes navegadores:
Windows: Internet Explorer, Mozilla Firefox, Google Chrome. Mac: Safari.

Rio de Janeiro Fórum: Primeiro relatório de viagem: Buenos Aires, Foz do Iguaçu...

Este post foi traduzido do inglês.
Texas
Colaborador nível
145 publicações
1 avaliação
Salve o assunto
Primeiro relatório de viagem: Buenos Aires, Foz do Iguaçu...

É o primeiro relatório de viagem que eu posto. Ganhei muitas dicas e sugestões antes de planejar viagens, então achei que deveria retribuir. Nossa viagem consistiu de 5 noites em Buenos Aires, 2 noites em Puerto Iguazu, atravessamos no nosso último dia para Foz do Iguaçu, Brasil, 4 noites no Rio de Janeiro. No geral, foi uma viagem ótima onde o maior gasto foi com o vôo ($1850 por pessoa), mas uma vez nas cidades, a comida e bebida foram baratos. Se eu fosse fazer algo diferente, eu viajaria primeiro para o Rio e depois para Foz do Iguaçu, atravessaria para Puerto Iguaçu e voaria de Puerto Iguaçu para Buenos Aires, portanto não tendo de pagar a taxa de entrada de $160 para a Argentina, a qual só é cobrada nos aeroportos internacionais. Buenos Aires: uma vez chegando a Buenos Aires, 220 pesos pelo radiotáxi do aeroporto, devido à uma van de maior tamanho, já que tínhamos muita bagagem. A comida era ótima e barata. Fomos ao Don Julios, La Dorita, La Cabrera e muitos outros restaurantes menores. Nessas parrillas, três de nós por vez, e gastávamos por volta de $100 dólares, o que era barato para um bom bife e acompanhamentos. Não bebemos álcool, mas o vinho (Malbec) é barato em Buenos Aires e não teria aumentado muito o preço. Não fomos nem um pouco enganados com os táxis, tanto com e sem rádio, eu sei espanhol, então não sei se isso ajudou um pouco. Ficamos ao sul de Palermo, toneladas de pichações e cocô de cachorro em todos os lugares, mas nunca nos sentimos inseguros. O prédio de apartamentos em que ficamos (BTYArgentina foi a agência) era muito bom e tinha uma academia no último andar, e lavanderia no primeiro andar. Isso é normalmente melhor do que ter uma lavadora no nosso próprio apartamento, já que na maior parte da Europa e América do Sul não há secadoras que funcionem muito bem ou não há secadora nenhuma. O apartamento em si não era dos mais limpos, mas isso parece ser a regra, já que a "taxa de limpeza" é muito provavelmente embolsada por alguém. Nós chegamos, nos acomodamos no apartamento e fomos ao Centro na Rua Florida. Eles aceitam dólares na maior parte e na Rua Florida há muitas pessoas gritando "cámbio", querendo trocar pesos por reais ou dólares. Nós tomamos o ônibus turístico no dia seguinte, o qual nos mostrou muitas partes da cidade. Descemos no "El Caminito", a qual foi a nossa parte favorita de Buenos Aires com os prédios coloridos e muitos lugares para comprar souvenirs. Fomos ao Caminito três vezes no total na nossa viagem. Os cafés são muito bons e você pode tomar um chocolate quente muito bom com leite vaporizado no qual você põe uma barra de chocolate dentro. Fomos ao cemitério da Recoleta e achamos a tumba de Evita e tiramos muitas fotos. A feira de rua de domingo em San Telmo não deve ser perdida. Muitas opções de compra de souvenirs. Também provamos a linguiça "choripan" num pão numa das grelhas de esquina que têm música ao vivo. Tomamos o metrô "subte" muitas vezes, na maior parte para chegar ao centro e nunca nos sentimos ameaçados. O preço é de 2,50 pesos (50 centavos), o que é incrivelmente barato. Os táxis também eram muito abundantes e nunca tivemos de esperar muito para conseguir um. Nós gostamos de malhar e achamos uma grande variedade de preços para academias. Uma menor e mais pobre por 20 pesos o dia ($4), outra por 175 pesos por dia ($35), o que era ridículo. O que eu vou lembrar mais do que tudo é a comida da cidade, incluindo um ótimo café com medialunas e jantares com bifes excelentes. Puerto Iguaçu/Foz do Iguaçu: duas opções de transporte para a cidade, 35 pesos por pessoa para um ônibus que faz múltiplas paradas, ou pegar um táxi para ir direto a 120 pesos. Pegamos um táxi de Puerto Iguazu. Ficamos no hotel St. George, o qual foi surpreendentemente melhor do que esperávamos. Ganhamos um upgrade para uma suíte sem custo. O Buffet de café da manhã era muito bom, com presunto, ovos, muitos tipos de pães e sucos. Entramos bem ao fim da tarde, e encontramos uma academia a 20 pesos ao dia. O taxista que nos levou ao hotel ofereceu de nos levar ao lado argentino das cataratas por 200 pesos no dia seguinte e esperaria por nós até que terminássemos. Isso era realmente demais, já que os ônibus ("el practico" e "Uruguay") cobram 10 pesos por trajeto, passam a cada 20 min e ficam a 5 min de caminhada do hotel. O preço para entrar nas cataratas era de 140 pesos. Reservamos o tour Gran Aventura por 300 pesos por 1.45 pm. Nos dando tempo para ir à Garganta do Diabo e nas partes superiores das trilhas. O tour Gran Aventura te leva por uma trilha em um jipe com guia turístico explicando mais sobre o parque, e daí você vai em um bote. Você ficará encharcado, já que o bote vai bem direto para as cachoeiras, mas é uma experiência muito boa. O pessoal do hotel arrumou um motorista para o dia seguinte por 300 pesos para nos pegar no hotel, atravessar para Foz do Iguaçu, levar-nos ao Parque das Aves, nos levar às Cataratas e finalmente ao aeroporto. Deixamos nossa bagagem no carro. Já que o motorista foi recomendado pelo hotel, nos sentimos seguros a deixar nossa bagagem com ele. Nós gostamos do Parque das Aves, já que você podia chegar perto dos tucanos, borboletas, etc., e tirar muitas fotos. No final, você também poderia ter um papagaio colocado no seu braço para tirar mais fotos. O lado brasileiro das Cataratas é definitivamente mais bonito e com mais oportunidades para boas fotos. Para resumir, no lado argentino das Cataratas você está no parque e nas trilhas de caminhada para as várias cachoeiras, enquanto no lado brasileiro das Cataratas você pode ver onde você esteve no dia anterior. Para ter uma experiência com as Cataratas, você tem que ir em ambos os lados. Isso foi um bom descanso da vida urbana de Buenos Aires, e nos permitiu entrar mais em sintonia com a magnificência da natureza e das cachoeiras. Rio de Janeiro: chegamos no Rio e passamos a reservar um táxi numa cabine por 100 pesos. Isso era realmente demais, já que do lado de fora achamos pontos com preço fixo de 60 pesos para ir para Ipanema. Nunca tivemos problemas com taxistas no Rio também. Ficamos em um apartamento chamado "Davids 302", o qual ficava numa localidade excelente, com o metrô bem do outro lado da rua e o Posto 8 de Ipanema a 2 quadras. A única coisa que poderíamos dizer é que o apartamento em si não era dos mais limpos, mas demos um jeito. Fomos sortudos com o clima e dos 5 dias, só pegamos um dia chuvoso. Em um dia fomos ao Pão de Açúcar e o Cristo Redentor pegando táxis para lá e entre essas paradas turísticas. No total, fizemos tudo em 3 ou 4 horas, mas era baixa temporada, mas ficamos surpresos em fazer os dois tão rápido. 25 reais para um motorista particular para nos levar lá em cima e de volta pra baixo no ponto de entrada do Cristo Redentor, pagamos 26 reais de entrada e depois tomamos uma pequena van até a estátua. Para pegar o trem que incluía a entrada teria sido 44 reais, mas desse jeito poupamos horas de espera. O motorista particular disse que o governo sanciona os trens, já que eles sabem que o trem não consegue lidar com toda a capacidade. Eu acho que o motorista particular valeu muito a pena. Uma vez que tínhamos descido da estátua, fomos à rua principal para pegar um táxi e evitamos todas as pessoas perguntando se precisávamos de um. No dia seguinte fomos à praia e compras, e curtimos as muitas barracas de sucos que estão em cada quadra e muito baratas e boas. Tivemos um dia com chuva prevista, então decidimos fazer um tour pela favela naquele dia. Contatamos http://favelatour.org/about/rocinha/ e arranjamos um tour pela favela. Foram 65 reais cada e haviam 5 em nosso grupo turístico. Zezinho foi ótimo e conhecido pela comunidade. Nunca nos sentimos em nenhum perigo e na verdade todas as pessoas na favela eram simpáticas. Ele nos mostrou com funcionavam a eletricidade, correio e água e foi capaz de nos dar um tour de cima a baixo na favela. Nosso último dia antes de ir embora para o aeroporto, fomos voar de asa delta de San Conrado. Usamos o http://hang-gliding.rioadventures.com/ O preço foi de 390 reais mais 20 reais pelo ingresso à rampa. Estava meio apreensivo, mas fiquei feliz que eu fiz isso de verdade, e vi ótimas vistas das praias, Pão de Açúcar, etc. Pousei na praia sem problemas. O Rio foi a minha cidade favorita de toda a viagem, já que tinha a cidade, praia, comida boa e barata, bares de sucos, ótimas vistas, lugares, etc. Obrigado, Ray Riverol.

Este post foi traduzido do inglês.
Filadélfia...
Colaborador nível
25.164 publicações
26 avaliações
Salve a resposta
1. Re: Primeiro relatório de viagem: Buenos Aires, Foz do Iguaçu...

Ray, encantado por ouvir que o Rio era a sua cidade favorita. Gostei muito lendo; visitantes futuros ao Rio irão sem dúvida obter muito do que você escreveu. Obrigado por um relatório de viagem muito informativo e útil.

Este post foi traduzido do inglês.
São Paulo, SP
Colaborador nível
601 publicações
330 avaliações
Salve a resposta
2. Re: Primeiro relatório de viagem: Buenos Aires, Foz do Iguaçu...

Parabéns. A sua descrição cobre quase todas as questões feitas nesse fórum.

Este post foi traduzido do inglês.
Rio de Janeiro, RJ
Colaborador nível
4.548 publicações
82 avaliações
Salve a resposta
3. Re: Primeiro relatório de viagem: Buenos Aires, Foz do Iguaçu...

Muito obrigado mesmo por partilhar seu relatório de viagem conosco! Eu estou feliz que você tenha desfrutado do Rio! Espero que você volte algum dia!

Este post foi traduzido do inglês.
Rio de Janeiro, RJ
Colaborador nível
6.565 publicações
1.246 avaliações
Salve a resposta
4. Re: Primeiro relatório de viagem: Buenos Aires, Foz do Iguaçu...

Muito obrigado por doar seu tempo e partilhar sua experiência recente conosco. Muito útil para o nosso fórum também. Os melhores cumprimentos!

Este post foi traduzido do inglês.
Boston...
Colaborador nível
21 publicações
3 avaliações
Salve a resposta
5. Re: Primeiro relatório de viagem: Buenos Aires, Foz do Iguaçu...

Obrigado pelo relatório detalhado, eu estou tendo uma semelhante viagem em Outubro, mas eu vou começar a partir do Rio de Janeiro e finalizar em Buenos Aires. Graças ao aconselhamento de alguns menbros aqui, eu estava consciente da possibilidade de evitar a taxa de entrada na Argentina, por atravessar a fronteira a partir do Brasil:)

6. Re: Primeiro relatório de viagem: Buenos Aires, Foz do Iguaçu...

-:- Mensagem da equipe do TripAdvisor-:-

Esse tópico foi encerrado porque ficou inativo. Ainda assim, esperamos que você participe da conversa: para isso, responda a uma discussão aberta ou comece um novo tópico.

Para rever as diretrizes de publicação nos fóruns do TripAdvisor, clique neste link: http://www.tripadvisor.com/pages/forums_posting_guidelines.html

Nós removemos publicações que não seguem as nossas diretrizes de publicação e nos reservamos o direito de remover as postagens por qualquer motivo.

Removido em: 14 de Abril de 2014, 04:17
Encontre respostas para as suas dúvidas sobre Rio de Janeiro