Rede Marriott estende prazo para cancelamentos na China
Salvar

A Marriott International anunciou a prorrogação da data de cancelamento sem taxas adicionais para hospedagens em propriedades da rede na China. No momento, clientes podem cancelar reservas até 15 de março em decorrência do surto do novo coronavírus (Covid-19) originado na cidade chinesa de Wuhan.

"Estamos monitorando de perto as declarações dos centros de controle e prevenção de doenças e da Organização Mundial da Saúde (OMS) sobre os novos casos de coronavírus, e seguindo as diretrizes de tais autoridades. O bem-estar dos nossos hóspedes e associados é uma prioridade máxima", afirmou o comunicado da empresa que administra mais de 300 hotéis no país asiático.

Os cancelamentos sem cobranças são válidos tanto para quem possui reservas em hotéis da China continental como também de Hong Kong, Taiwan e Macau. Clientes originários dessas regiões com reservas em propriedades de outras partes do mundo também poderão desistir da hospedagem gratuitamente.