O seu navegador não é compatível. O site TripAdvisor poderá não ser exibido corretamente.Aceitamos os seguintes navegadores:
Windows: Internet Explorer, Mozilla Firefox, Google Chrome. Mac: Safari.

Fórum: Dicas do MSC Seaside

Rio de Janeiro
Colaborador nível
34 publicações
100 avaliações
Dicas do MSC Seaside

Fiz o cruzeiro no Seaside com a minha esposa no dia 02/06/18 no roteiro Miami - Ocho Rios – George Town - Cozumel – Nassau – Miami.

Seguem algumas dicas e avaliações da viagem:

-Estrutura do Navio

O navio é lindo e tem uma arquitetura revolucionária. Tudo é muito luxuoso. Algumas pessoas podem achar a decoração um pouco cafona mas o ambiente é suntuoso. De uma maneira geral a equipe é muito atenciosa, mas tivemos poucos casos de funcionários que não foram tão amigáveis como os de outros cruzeiros.

O navio possui três piscinas principais: a South Beach Pool na popa do navio (deck 7), na minha opinião a mais legal, porém somente permitida para maiores de 16 anos; a Miami Beach Pool no deck 17, a maior e com um palco com animadores e música alta; e a Jungle Pool no deck 18, que é coberta - eu também gostei.

Há um grande parque aquático no deck 18 chamado Forest Aquaventure Park para as crianças. Também há dois toboáguas (um sem bóia e outro com – ambos gratuitos). No mesmo deck fica a recepção para a Tirolesa que custa US 5,00 (para saltar, sobe-se mais dois andares). A atração que teve a maior emoção foi o toboágua com bóia. A tirolesa é legal mas achei um pouco lenta.

No deck 8 fica a academia que é muito bem equipada mas costuma ficar cheia, e no deck 20 fica a quadra de esportes, mas eu não a usei.

Um local imperdível é a ponte que fica na popa do navio no deck 17. O piso é transparente e possui vista para a South Beach Pool. Outra dica é utilizar o elevador panorâmico também na popa que possui vista para a mesma piscina.

-Gastronomia

O navio possui dois restaurantes tipo buffet: o Market Place no deck 8 e Biscaine Bay no deck 16. Ambos possuem uma grande variedade de comida: hambúrgueres, pizzas, saladas, sopas, sanduíches, etc mas a comida não é muito saborosa. Havia água e sucos liberados. Eu preferia o Market Place que possuía um espaço maior e era menos cheio. Uma coisa que me incomodou foi a falta de educação de alguns passageiros que não respeitavam as filas.

Além dos buffets, há os restaurantes a La Carte: o Ipanema no deck 6 e o Seashore no deck 5, onde ocorrem os jantares. No dia do check-in, a equipe do navio reserva o restaurante e o número da mesa dos passageiros (o público latino costuma ficar no Seashore enquanto que os americanos ficam no Ipanema, mas o cardápio é basicamente o mesmo). Uma dica é ir ao Seashore para tomar café da manhã, sem necessidade de fazer reserva e longe do tumulto dos buffets.

Para os chocólatras e fãs de sorvetes, um programa imperdível é a chocolateria Venchi que fica no deck 7.

Além dos restaurantes inclusos no pacote, há os restaurantes de especialidades. O Butcher’s Cut, que é um restaurante de carnes no deck 16, é muito bom, porém é pago à parte.

O pacote de bebidas oferecido pela MSC para os passageiros brasileiros são: All Inclusive Premium (incluindo bebida alcóolica) e o comum (sem álcool). Também há pacotes de água e de vinhos. Na minha opinião, só vale a pena comprar estes pacotes para aqueles que bebem muito. Os restaurantes do buffet oferecem água 24h por dia e o custo das bebidas alcoólicas não é tão caro (U$ 7-8). A MSC não vende antecipadamente os vouchers com 18 bebidas para os pacotes do Seaside comprados no Brasil, mas eu soube que oferecem para os passageiros dos EUA. Uma dica é ficar atento no 1º dia do embarque quando sempre há alguém da tripulação vendendo vouchers nos restaurantes dos buffets. O custo unitário sai por cerca de U$ 5 por ticket. Além disso, há outros pacotes de bebidas à venda nos bares do navio, mas não achei muito vantajoso.

-Entretenimento

O navio organiza várias festas: Anos 70, Festa de branco, Noite Italiana, Pirata, Noite do Comandante. O ideal é ficarem atentos à programação que eles divulgam no aplicativo MSC For Me. Sugiro levarem roupa formais ao menos para a Noite do Comandante.

Para quem gosta de dançar, recomendo o bar do South Beach Pool, o Garage Club (DJ excelente) e o Haven Lounge (música ao vivo), todos no deck 7.

Os espetáculos de teatro são muito bons e muito concorridos. Sugiro fazerem reservas já na primeira noite através do aplicativo.

-Passeios

O navio oferece muitas opções de excursões mas eu preferi fazê-los por conta própria, pois além de ser mais barato, nós tínhamos flexibilidade para sair e voltar a hora que quiséssemos.

Ocho-Rios (Jamaica): pegamos uma van no porto (US$ 20 por pessoa ida e volta) com destino a Bamboo Blu Beach onde há um pequeno beach club (sem custo) com restaurante em frente à praia. A praia é legal mas é pequena. No dia que fomos não estava cheia porque somente havia o nosso navio no porto.

George Town (Grand Cayman): um dos melhores passeios do cruzeiro. Fizemos um tour de barco na Stingray City onde nadamos com as arraias e fizemos snorkel. Show de bola! Pagamos US$ 40 por pessoa no Captain Marvin’s Watersports (muito bons) que fica ao lado esquerdo do porto.

Cozumel: Fomos no Paradise Island Beach Club. Pagamos US$ 16 pelo taxi (cada trecho) e uma entrada de US$ 3,00 por pessoa. O local é paradisíaco e possui uma boa estrutura incluindo piscina. Somente o nível de serviço que deixou a desejar (muito lento). Mas valeu a pena.

Nassau: há algumas opções: a principal atração é o Atlantis em Paradise Island (taxi a Us$ 4,00 por pessoa por trecho). É possível circular nas instalações do hotel sem custo mas se quiserem conhecer o aquário, frequentar a praia e o parque aquático, o valor é US$ 45 por pessoa. Quem quiser ir somente a praia, há uma opção gratuita ao lado do Atlantis que é a Cabbage Beach. A praia é linda, porém costuma ficar cheia e tem muitos ambulantes. Sugiro ficar no canto direito que é mais vazio. Uma outra alternativa é a Cable Beach, na minha opinião, a mais bonita. Pode-se ir de taxi (US$ 5 por pessoa) ou ônibus (numero 10 – US$ 1,25 por pessoa). A praia é pública mas para usar a estrutura dos hotéis é preciso comprar um day pass (US$ 35 por pessoa).

Espero que as dicas tenham sido úteis.

49 respostas para este tópico
Rio de Janeiro, RJ
Colaborador nível
5 publicações
198 avaliações
1. Re: Dicas do MSC Seaside

Boa noite Carioca traveller,obrigado pelas dicas, foram muito úteis e ricas em detalhes, irei em agosto no mesmo intinerário. A dúvida que tinha era referente ao pacote de bebidas.

Obrigado!!

Rio de Janeiro
Colaborador nível
34 publicações
100 avaliações
2. Re: Dicas do MSC Seaside

Somente uma retificação: o beach club em Cozumel é o Paradise Beach Club.

Maringá, PR
Colaborador nível
5 publicações
58 avaliações
3. Re: Dicas do MSC Seaside

Olá obrigada pelas dicas, logo na chegada a própria MSC escolhe seu restaurante e isso vale para toda a viagem? Se quiser mudar pode? E escolhemos primeiro ou segundo turno? Sobre os espetáculos nós que precisamos agendar todos os dias? Abraço.

Rio de Janeiro
Colaborador nível
34 publicações
100 avaliações
4. Re: Dicas do MSC Seaside

Olá Mony.

Sim, é possível alterar o restaurante e o turno do jantar se houve disponibilidade. Porém, a alteração será definitiva até o final da viagem.

Todos os espetáculos podem ser reservados já no 1o dia através do aplicativo MSC for Me.

1 publicação
5. Re: Dicas do MSC Seaside

Carioca traveller, muito obrigada pelas informações! Várias delas sanaram dúvidas que eu tinha quanto ao navio. Embarco na semana que vem.

Estou com uma dúvida ainda, exigiram o cartão internacional de vacinação no embarque ou em qualquer um dos pontos de descida de vocês?

Rio de Janeiro
Colaborador nível
34 publicações
100 avaliações
6. Re: Dicas do MSC Seaside

Olá Natália.

O cartão de vacinação não nos foi solicitado em nenhuma das paradas, porém eu já soube de casos em que pediram em outros cruzeiros. Sugiro levá-lo para evitar surpresas.

Boa viagem!

1 publicação
7. Re: Dicas do MSC Seaside

Referente aos pacotes de internet, você teria informações de preços e regras de uso ?

Rio de Janeiro
Colaborador nível
34 publicações
100 avaliações
8. Re: Dicas do MSC Seaside

Olá Luiz.

Há dois pacotes de internet: o limitado a 3 Gb, que custa R$ 276 por pessoa, e o ilimitado que custa cerca de R$ 500 por pessoa.

Pela minha experiência, o pacote limitado é mais do que suficiente. Tanto eu como a minha esposa usamos a internet diariamente e gastamos 50% do total. Sugiro apenas evitar fazer upload de fotos e vídeos pesados.

1 publicação
9. Re: Dicas do MSC Seaside

Olá, dicas muito úteis.

Gostaria de saber qual a duração aproximada para desembarque na volta no Porto de Miami e se, nos restaurantes que oferecem água gratuita, é possível levar uma squeeze/garrafa para encher.

Embarcaremos em 25/08, mais alguém?

Obrigada

Editado em: 25 de Julho de 2018, 02:53
Rio de Janeiro
Colaborador nível
34 publicações
100 avaliações
10. Re: Dicas do MSC Seaside

Olá Letícia.

O desembarque no Porto de Miami foi muito rápido (30 minutos) pois optamos pelo "Self Disembarkation" no qual levamos a nossa própria bagagem para fora do navio. No desembarque tradicional, temos que deixar as malas no corredor na véspera do desembarque e os funcionários do navio retiram a bagagem no horário determinado de acordo com a categoria da sua cabine. Pode levar horas.

Sim, é possível levar garrafas para enchê-las de água nos restaurantes. Eu somente evitava os horários de picos para que os outros passageiros não ficassem esperando.

Boa viagem!