O seu navegador não é compatível. O site Tripadvisor poderá não ser exibido corretamente.Aceitamos os seguintes navegadores:
Windows: Internet Explorer, Mozilla Firefox, Google Chrome. Mac: Safari.
Salvar
Compartilhar
Alameda Fluminense 51, Paty do Alferes, Estado do Rio de Janeiro 26950-000 Brasil
Expedia.com
Hotels.com
Travelocity
Orbitz.com
Snaptravel
ZenHotels.com
Veja todas as 9 ofertas
Os preços são uma média das diárias fornecidas pelos nossos parceiros e podem não incluir todos os impostos e taxas. As taxas e impostos exibidos são apenas uma estimativa. Para saber mais, consulte nossos parceiros.
Viajante (90)
Piscina e praia (11)
Quarto e suíte (11)

Sobre

Nº 9 de 11 pousadas em: Paty do Alferes
Localização
Limpeza
Atendimento
Custo-benefício

Descubra por que tantas pessoas escolhem se hospedar na Pousada Fênix ao visitar Paty do Alferes. Com uma combinação ideal de preço bom, conforto e conveniência, a pousada oferece um ambiente familiar com várias comodidades projetadas para viajantes como você.

Durante a estadia na Pousada Fenix, os visitantes podem conferir Casa-Sede da Fazenda Pau Grande (4,4 km), que é uma atração famosa de Paty do Alferes.

Os quartos da Pousada Fenix têm geladeira e minibar, para oferecer conforto e conveniência excepcionais. Além disso, os hóspedes podem acessar a internet com o internet.

Serviço de quarto é uma das comodidades oferecidas nesta pousada. A piscina e o restaurante também ajudam a proporcionar uma estadia ainda mais especial.

Seu conforto e satisfação vêm em primeiro lugar na Pousada Fênix, que espera acolher você calorosamente em Paty do Alferes.

Leia mais
Serviços do estabelecimento
Estacionamento gratuito
Internet sem fio gratuita e de alta velocidade (WiFi)
Piscina
Sauna
Restaurante
Recreação (atividades para a família)
Permite pets
Armazenamento de bagagem
Internet
Piscina externa
Serviço de concierge
Hotel para não fumantes
Mostrar mais
Comodidades nos quartos
Lareira
Serviço de quarto
Geladeira
Tipos de quarto
Quartos para não fumantes
Quartos para família
Detalhes úteis
Idiomas falados
Português, Inglês, Francês, Espanhol
83avaliações2perguntas e respostas31dicas de quarto
Pontuação dos viajantes
  • 13
  • 22
  • 18
  • 15
  • 15
Época do ano
Tipo de viajante
Idioma
Filtros selecionados
  • Filtrar
  • Português
GuilhermeValduga escreveu uma avaliação abr de 2019
Rio de Janeiro, RJ8 contribuições3 votos úteis
+1
A reserva foi feita para o período de carnaval, na primeira semana de março, em 2019. Fomos em 5 e ficamos em 2 quartos, o violetas e o rosas. O lugar possui um telão com projetor, com uma qualidade de imagem melhor, e a proprietária Liliana havia dito por telefone que o mesmo passaria os desfiles das escolas de samba. Mas não foi o que aconteceu. Ao invés disso, chamou um DJ que tocou diversas músicas, em volume alto, o que não foi suficiente para agradar aos hóspedes, que em sua maioria não compareceram à festa, embora alguns poucos tenham ido dançar. O barulho alto incomodava os quartos e rompia com a paz do lugar, que possui o cantar dos pássaros e grilos à noite. Há que se falar que foi possível, apesar de tudo, assistir aos desfiles pela tv do quarto, embora a qualidade da imagem fosse baixa, talvez devido ao aparelho ser antigo. As administradoras nos disseram que nos dias seguintes ao baile/desfile o café da manhã seria estendido (o padrão é das 8 às 9:30h), mas, não foi bem cumprida a palavra, pois quem chegava perto das 9:30h já encontrava a mesa sem café ou outros itens e precisava pedir às funcionárias. Apesar disso, pudemos tomar café. O ponto positivo do lugar é o café, bem saboroso. Tudo normal, sem itens caros ou diferentes, mas gostosos:. Ovos mexidos na hora, pães, geleia, suco natural e outros de caixa, leite, iogurte, chocolate, curau, queijo, presunto, gelatina. Em alguns dias havia bolinhos de chuva. Os preços das refeições ou lanches podem incomodar alguns: queijo quente custava r$ 12, misto quente, 15. A lata de 473ml de cerveja, 7,50. Almoço ou janta, r$25-27,5 por pessoa. Um casal gasta 100 ou 110 para almoçar e jantar no local. Uma jarra pequena de suco, mais de 20 reais! O problema maior é que a cerveja vem quente. Talvez falte um freezer mais potente ou simplesmente treinar mais o ponto certo de tirar a bebida do freezer. Embora tenhamos pedido bem gelada, não acontecia. Outros hóspedes também passaram por isso. Ainda sobre comida, vale investir num frigobar e alugar um, já que por padrão a dona não coloca um no quarto a não ser nos quartos mais caros. Com frigobar você pode levar sua própria água e não ter de pagar 4 reais por uma garrafinha. Sobre o inseparável celular, lá não há sinal nenhum. Se precisar de chamar uma ambulância, é mais garantido usar o telefone da recepção. O 3g ou 4g não chegaram lá ainda e o wifi não funciona bem na maioria do tempo. É melhor não contar com acesso à internet. Sobre as acomodações em si, pudemos ver diferentes quartos e a impressão que se tem é que aquilo era um grande casarão e que foi adaptado pra ser pousada. Os quartos são bastante diferentes uns dos outros. O estilo é antigo, colonial, o que significa que originalmente os cômodos se ligavam por mais de uma porta / janela. Hoje, mesmo essas portas estando fechadas, vaza som, por exemplo, entre um quarto e a área próxima à recepção. Além disso, as portas tem basculantes, aquelas portas antigas de madeira vazada. Então, a privacidade pode ser um problema. O chuveiro tem boa vazão, mas você precisa gostar de água fervente ou gelada. É extremamente difícil regular a temperatura. Você, mesmo aumentando a quantidade de água fria pra balancear a temperatura, não adianta. Depois de 15 segundos a temperatura volta a subir. Se abrir demais a parte fria, o sistema desliga e a água fica muito gelada, até porque o abastecimento não é da cedae. É direto de nascentes(quando chovia, notamos que a água do vaso ficava mais turva). Para limpar a do chuveiro há filtros. O quarto de baixo:. Era o violeta. Ficaram 3 pessoas nele. Era mais simples mas com uma cama king size, boa. O banheiro tinha pia simples. Uma pequena bancada melhoraria a disposição das escovas de dentes, cremes, sabonetes e afins. Esse quarto tinha um cheiro de mofo forte. Embora isso seja natural de lugares onde não há luz do sol, poderia ser minimizado se usassem produtos antimofo ou se deixassem as janelas abertas de tempos em tempos. Se, quando for, você deixar a janela aberta, a cheiro diminuirá. O problema é se for num período de frio maior. Outro ponto desse quarto é que logo na primeira noite foram ouvidos barulhos vindos de cima, pelas 6 da manhã. Não apenas barulho de gente andando, mas de algo sendo batido, objetos sendo empurrados. A encarregada Alice até chegou a dizer que eram os hóspedes do Rosas que faziam o barulho. Só que o rosas não fica acima do violeta. Quem fica acima do violeta é um outro quarto bem menor, que estava cheio de aparelhos de computador e caixas. Estava sendo usado como depósito e talvez como dormitório pelos funcionários por determinação da administração. Vimos porque a porta ficava aberta. Fato é que o barulho após a reclamação diminuiu. O quarto de cima, o rosas, foi a maior das decepções, ponto negativo. Constrangedor. Ao subir as escadas há um pequeno hall, uma porta à esquerda (quarto acima do violetas) e outra porta à direita. Ao lado do quarto à esquerda há um pequenino corredor. Ao fundo, uma porta baixa, menor, que dá para um quarto. Ao lado direito dessa porta, outra, a do rosas. Ao entrar no rosas, à esquerda está a porta pra cama , fechada com paredes moles, tipo divisória de escritório. À direita está a porta pro banheiro. A frente dá para outra porta de madeira, que leva a uma extensa sala de leitura em formato retangular que está sobre praticamente toda a área de refeições. O espaço da sala de leitura, cama e banheiro não tinham cheiro de mofo do quarto de baixo, embora se abríssemos os armários de qualquer um dos 3 ambientes havia sim um cheiro forte. Não era falta de limpeza. Era apenas o mofo de armários fechados por muito tempo. O banheiro era amplo, com bancada grande, então os armários não faziam falta. O problema do chuveiro era o mesmo do de baixo. A parte da cama era simples, com uma janela pra área de leitura. O grande problema do lugar, falta de respeito com o hóspede, nesse quarto, rosas, está nas câmeras ocultas que filmam a privacidade do mesmo. Assim que chegamos ao quarto no primeiro dia, os funcionários e administradora nos disseram que toda a área era privativa. Toda a sala de leitura. Toda ela tem janelas amplas pra área exterior, o que não permite total privacidade. Nenhum problema nisso. Também há uma porta trancada em uma das extremidades que leva a um corredor pra outra parte da pousada. Na outra extremidade, há uma porta também trancada de madeira que deve dar para o quarto ao lado do rosas, o de porta menor mencionado acima. Pudemos ouvir barulho de chuveiro nessa sala de leitura vindo dessa porta. Alguns dias depois de chegar percebemos que havia basculante nessa sala de leitura que não era do nosso banheiro. Era do banheiro de outro quarto. Ou seja, apesar de essa sala ter sido fechada para um acesso apenas do quarto rosas, não se podia considerar um ambiente seguro, privado, de fato. Tudo bem, não tirava o mérito do lugar. Era amplo, com uma mesa redonda grande para conversas ou refeições, sofás, divãs. Mas ainda assim poder-se-ia fechar as cortinas e sentir-se mais à vontade caso o hóspede quisesse. Ele ficaria extremamente constrangido e preocupado se tivesse, como nós, descoberto ou percebido apenas no último dia que essa sala possui uma câmera bem camuflada e discreta, em uma das extremidades da sala. Fica atrás de duas luminárias, que com sua luz ofuscam a visão da câmera. Talvez essa câmera possa até filmar dentro do banheiro do outro quarto, se o basculante estiver aberto e se a câmera puder virar pra esquerda e direita. Não satisfeita com uma câmera vigiando um ambiente que foi vendido como privado, a administradora/dona decidiu botar outra, na outra extremidade da sala. Essa também era discreta, preta e se camuflando nas telhas escuras do teto. Quando percebemos a primeira, pensamos que poderia haver mais. Encontramos a segunda depois de um tempo. Não foi rápido. Ou seja, realmente elas foram instaladas para passarem despercebidas, ainda mais se a pessoa que ali vai ficar julga estar em um ambiente privado, em seu quarto, que quem estuda direito sabe que é inviolável e funciona como casa. Não havia placas avisando sobre as câmeras. Ninguém informou que havia câmeras ali. Obviamente a encarregada Alice alegou, quando questionada, que um raio havia destruído todo o sistema e que nenhuma câmera funcionava, nem as do nosso quarto nem as da recepção ou piscina(alguém ali se preocupa bastante com a segurança ou em ser furtado ou apenas gosta de vigiar)… pode ser que haja quem acredite nessa versão do raio. Se quiser ficar de madrugada no jardim conversando ou ir caçar insetos e ter contato com a natureza, ver as estrelas, isso será difícil. É que apagam todas as luzes. Fica tudo escuro. Para economizar luz, talvez, ou com alguma paranoia de segurança, apagam-se as luzes. Você não pode ir contemplar os patos no lago ou algo do tipo. Mas fomos audazes. Queríamos ir ver as estrelas. As luzes apagadas até ajudariam nisso. É o que se chama transformar problemas em.soluções. Mas não! Ao tentar sair vimos que a porta da recepção também estava fechada. Tudo escuro. Barulho de ventilador. Manchas no chão que pareciam ser colchões. Se os hóspedes têm seus quartos assim como as administradoras, ali era provável que estivessem os funcionários, espalhados na recepção. Em um sofá havia uma luz de celular. Alguém que ainda não tinha sono e tentava falar com a família ou olhar o facebook, quem sabe um joguinho. Nem quisemos acender as lanternas de nosso celular e tentar ir abrir a porta. Seria chato acordar as pessoas que trabalharam o dia inteiro e que acordariam às 6 pra preparar nosso café, às 8. Já bastava serem tratados com certa aspereza pela encarregada Alice, que inclusive gostava de ser tratada com o título de dra. por eles. São antigos vícios e vaidades de parte da classe média de nosso país. Um dia há de acabar. É certo que quem tem doutorado em qualquer área ou se gradua em medicina merece o título. No labor que ensejou o título; não dentro de pousadas enquanto corpo da administração. Por fim, ao acertar as contas de consumo no fim da estadia, alguns itens foram cobrados a mais. Verificaram-se essas cobranças a mais e retificou-se a conta. Vale ficar atento aos preços do cardápio e anotar numa lista própria o consumo para se minimizarem esses problemas. Os atrativos do lugar são a sinuca, piscina de água de nascente, sauna. O totó está perigoso por ter perdido as proteções nos pegadores. Pode machucar. A hidro e ofurô são cobrados por fora e além disso ficam numa área de passagem. Não há privacidade para quem os usa. O lago é bonito, com 4 patos. É possível pescar e soltar os peixes do lago. Há redes penduradas em volta do lago. A comida é caseira e gostosa. Os funcionários são solícitos. Vendem potes de doce, mel, licores. Nada especial É possível encontrar em lugares com mais estrutura também. Não recomendamos ir a este lugar. Há muitos inconvenientes. Talvez, se a dona vender, um novo administrador possa tornar a experiência melhor
Leia mais
Data da estadia: março de 2019Tipo de viagem: Viajou com a família
Útil
Compartilhar
Mobile15093783490 escreveu uma avaliação set de 2018
Rio de Janeiro, RJ24 contribuições5 votos úteis
+1
Antes de ir à pousada, li relatos mais antigos com várias críticas. Fui querendo descansar, sem grandes expectativas, mas fui surpreendida. São cerca de 7km de estrada de chão a partir do centro de Paty do Alferes, mas não tivemos problemas para chegar. (Para quem não tem GPS, há placas durante o trajeto). O atendimento da proprietária, Sra Liliana, e dos funcionários foi muito bom. Quarto limpo e bem cuidado, sem frigobar nem ar condicionado (este último não fez a menor falta). Uma paz incrível, um lugar lindo e muito bem cuidado. Para nosso jantar foi muito gostoso e bem servido (pago à parte, preço bem honesto). Café da manhã simples, sem muita variedade mas com pães, queijos, frutas,bolo, sucos em boa quantidade ou seja, nada que dê para reclamar. A relação custo benefício é muito vantajosa principalmente se considerar o local lindo e bem cuidado (e as fotos que eu vi antes não mostravam isso). Recomendo muitíssimo, inclusive para grupos de amigos. Pretendo voltar.
Leia mais
Data da estadia: setembro de 2018
Útil
Compartilhar
suellen c escreveu uma avaliação mai de 2018
Cabo Frio, RJ40 contribuições4 votos úteis
Li algumas avaliações negativas sobre a pousada e confesso que fiquei com muito medo! Realmente o lugar é bem distante do centro, mas nada que não esteja nas informações da pousada. E valeu a pena cada minuto percorrido para chegar até lá. Passei um feriado como a muito tempo não conseguia... descanso e total contato com a natureza! Absolutamente nadaaaa a reclamar, desde os quartos as meninas da cozinha que por sinal são maravilhosas! A comida é ótima!!!! Não saí da pousada para absolutamente nada!!!! Para quem quer descansar podem apostar nessa pousada!!!!
Leia mais
Data da estadia: abril de 2018Tipo de viagem: Viajou com a família
Útil
Compartilhar
Carina O escreveu uma avaliação abr de 2018
3 contribuições
Foi maravilhoso e inesquecível . .. um lugar muito aconchegante e de muita paz! Atendimento execelente, com muito amor e dedicação no que fazem... Concerteza voltaremos em breve e indicamos a todos que procuram um lugar tão encantador para passar momentos únicos ❤
Leia mais
Data da estadia: fevereiro de 2018Tipo de viagem: Viajou em casal
Útil
Compartilhar
Compass755252 escreveu uma avaliação fev de 2018
1 contribuição7 votos úteis
Um lugar lindíssimo e essa pousada parece um castelo das bruxas. Proprietárias ignorantes, funcionários mal preparados, roupa de cama suja, comida caríssima e ruim. Fujam desse lugar , péssimo, absurdo chamar de pousada. Um pouca vergonha .
Leia mais
Data da estadia: fevereiro de 2018Tipo de viagem: Viajou com a família
Útil
Compartilhar
Anteriores
FAIXA DE PREÇO
US$  29 - US$  56 (Com base nas tarifas médias de quartos standard)
LOCALIZAÇÃO
BrasilEstado do Rio de JaneiroPaty do Alferes
NÚMERO DE QUARTOS
13
Este é o seu perfil no Tripadvisor?

Você é o proprietário ou o gerente deste estabelecimento? Solicite o seu perfil gratuito para responder a avaliações, atualizar o seu perfil e muito mais.

Solicitar perfil
Perguntas frequentes sobre Pousada Fênix
Quais são as atrações conhecidas perto de Pousada Fênix?
As atrações próximas incluem Museu da Cachaça (a 5,2 km), Caminho do Imperador (a 4,7 km) e Museu Ferroviário Miguel Pereira (a 7,0 km).
Quais são algumas das comodidades oferecidas por Pousada Fênix?
wi-fi gratuito, piscina e restaurante são algumas das comodidades preferidas.
Que opções de comidas e bebidas estão disponíveis em Pousada Fênix?
Os hóspedes podem usufruir de restaurante durante a estadia.
Pousada Fênix oferece estacionamento?
Sim, estacionamento grátis está disponível para os hóspedes.
Quais são os restaurantes perto de Pousada Fênix?
Restaurantes com ótima localização incluem Restaurante Arcozelo Palace Hotel, Cabana Do Paje e Aconchego Das Massas.
É possível fazer exercícios em Pousada Fênix?
Sim, os hóspedes têm acesso a piscina e sauna durante a estadia.
Pousada Fênix aceita animais de estimação?
Normalmente animais são aceitos, mas é melhor ligar com antecedência para confirmar.
A equipe de Pousada Fênix fala que idiomas?
A equipe fala vários idiomas, incluindo Inglês, Espanhol, Francês e Português.
Há locais históricos perto de Pousada Fênix?
Muitos viajantes gostam de visitar Casa-Sede da Fazenda Pau Grande (a 4,3 km).