O seu navegador não é compatível. O site Tripadvisor poderá não ser exibido corretamente.Aceitamos os seguintes navegadores:
Windows: Internet Explorer, Mozilla Firefox, Google Chrome. Mac: Safari.

Santo Hilário

12 avaliações
Não há excursões ou atividades disponíveis para reserva online nas datas selecionadas. Escolha outra data.

Santo Hilário

12 avaliações
Não há excursões ou atividades disponíveis para reserva online nas datas selecionadas. Escolha outra data.
12avaliações6perguntas e respostas
Pontuação dos viajantes
  • 7
  • 5
  • 0
  • 0
  • 0
Tipo de viajante
Época do ano
Idioma
Filtros selecionados
  • Filtrar
  • Português
mu-souza20 escreveu uma avaliação 9 de jan
Belo Horizonte, MG333 contribuições63 votos úteis
+1
Fui com amigos visitar Santo Hilário, especificamente, as suas cachoeiras. Devido ao clima do dia, visitei apenas a primeira cachoeira, a Lageado. Para chegar nessa cachoeira é necessário acessar o restaurante Recanto do Lageado e pagar uma taxa de R$ 5 reais por pessoa. Do restaurante à cachoeira são menos que 5 minutos a pé. A cachoeira é pequena, porém, muito bonita. Tem parte rasas e outras mais profundas. Como toda cachoeira é prudente tomar cuidado onde pisa, pois eu cheguei a escorregar no lodo de uma rocha e cair "de bunda" no chão. Essa cachoeira ainda conta com um segundo poço. Para subir até ele, basta fazer uma leve escalada (há uma corda para você se apoiar durante a subida ou descida evitando acidentes). O segundo poço é igualmente bonito e tem duas partes. A segunda parte, tem outra queda d'água e maior profundidade. Se você não sabe nadar, não vá nessa segunda parte do poço, uma vez que não há lugar para colocar o pé no chão (deve ter no mínimo uns 2 metros de profundidade). Além disso, há três outras cachoeiras: Andorinhas 1, Andorinhas 2 e Chapadão. A ponte é um verdadeiro cartão postal e rende ótimas fotos. A parte que eu e meus amigos ficamos desapontados foi que nesse distrito há poucas atrações turísticas e não ter um local agradável e seguro para banhar-se na represa de Furnas (ele não oferece uma infraestrutura adequada para isso) . É um local com potencial turístico, mas que precisa ser desenvolvido.
Leia mais
Data da experiência: janeiro de 2021
1 voto útil
Útil
Compartilhar
Luck MotoTrip escreveu uma avaliação jan de 2020
São Lourenço, MG7 contribuições3 votos úteis
Ótimo local para apreciar e usufruir do Lago de Furnas, sem tumulto e sem atropelos. Passeios de lancha e afins.
Leia mais
Data da experiência: novembro de 2019
Útil
Compartilhar
Mariana Winther escreveu uma avaliação dez de 2019
2 contribuições1 voto útil
Lugar mais tranquilo que capitolio e com cachoeiras lindas, nao tem muita estrutura, apenas 2 restaurantes bem movimentados no vilarejo. Dá pra entrar com o carro na margem da represa, nao tem cobrança de estacionamento, levei meu dog conosco que correu e brincou muito com a gente! Tem serviço de aluguel de lancha e jet ski também.
Leia mais
Data da experiência: novembro de 2019
2 votos úteis
Útil
Compartilhar
Julio W escreveu uma avaliação dez de 2019
Belo Horizonte, MG33 contribuições8 votos úteis
Lugarejo que conta com cachoeiras fantásticas. O acesso é feito através de caminhos entre matas e bem estreitos. Verificar antes a distância, algumas estão a uma hora ou um pouco mais a pé, o que pode causar algum transtorno, quando se está com crianças. Mas vale a pena.
Leia mais
Data da experiência: dezembro de 2019
Útil
Compartilhar
Luizribeiro1977 escreveu uma avaliação nov de 2018
Perdigão, MG108 contribuições63 votos úteis
Fomos em busca de conhecer novas cachoeiras e contato com a natureza. Depois de Pimenta (cruzando a cidade) continuamos por uma estrada que alterna asfalto e chão até chegar a um bar em Santo Hilário. Logo após este bar viramos a direita e pegamos uma estrada de terra que indicava as cachoeiras. Após andar alguns km chegamos a um bar-restaurante que dá acesso a primeira cachoeira, a do Lageado. Para ir nela cobram 5 reais. É uma cachoeira de 3 partes, que embora pequena é bem gostosa de se ficar. Tem poços que permitem nadar bem e na parte final uma boa queda para se ficar debaixo. Após visitar a cachoeira do Lageado rumamos em direção a cachoeira Andorinha 1. Deixamos o carro no estacionamento do restaurante e seguimos as placas em direção a Andorinha 1. Fizemos uma trilha de aproximadamente (em nosso ritmo) de 25 minutos. É uma trilha bem tranquila. A cachoeira Andorinha 1 é bem bonita. Tem uma queda grande (uns 30 metros), e é bem interessante ficar de baixo dela. Seu poço não é grande, mas dá para nadar de boa. O bom que não tem muita gente nela, podendo fazer um passeio bem tranquilo. Voltamos pela trilha até uma encruzilhada para irmos a cachoeira do Chapadão. Essa parte foi complicada. A placa não indica uma trilha bem demarcada. Nos perdemos e tivemos de ligar para um amigo que já conhecia. Depois da placa subimos um morro em diagonal para direita em sentido a uma mata fechada. Passando duas árvores seca entramos na mata e achamos a trilha. Não há nenhuma indicação. Seguimos esta trilha dentro da mata, que tem muitas subidas, descidas, obstáculos e depois de meia hora achamos uma cachoeira pequena com pouca água. Continuamos na trilha cada vez mais difícil de se caminha, com subidas ingrimes, mato, barrancos. Depois de muito esforço finalmente avistamos a cachoeira, que é maravilhosa. Aí começa a descida para se ter acesso a ela. É cheia de mato e é uma descida forte. Porém, a cachoeira chapadão é fantástica. Como o acesso é difícil não tinha mais ninguém. Sua queda é de uns 60 metros, com uma natureza exuberante e com pouca influência do homem. Seu posso é médio, e como é pouco visitado não é tão limpo, com muitas folhas e pedaços de madeira ao chão. Mas essa cachoeira vale todo o esforço. Não achamos a trilha da Andorinha 2. Segundo o dono do restaurante é bem complicado chegar nela. Também não havia tempo para achar ela.
Leia mais
Data da experiência: novembro de 2018
5 votos úteis
Útil
Compartilhar
Anteriores