O seu navegador não é compatível. O site TripAdvisor poderá não ser exibido corretamente.Aceitamos os seguintes navegadores:
Windows: Internet Explorer, Mozilla Firefox, Google Chrome. Mac: Safari.

Iglesia Santa Maria de Loreto

Plaza de Armas, Achao | Frente a Plaza de Armas, Ilha de Chiloé 5750000, Chile
Site
Salvar
Destaques da avaliação
Construída pelos padres jesuítas.

Localizada na praça Achao, na comuna de Quinchao, ela lidera na listagem das igrejas de Chiloé... leia mais

Avaliou em 18 de Fevereiro de 2016
Adriana C
,
Jundiaí, SP
Mais uma das 16 igrejas declaradas patrimônio da Humanidade pela UNESCO

Chiloé é um grande museu a céu aberto, e esta igreja é mais uma desta coleção. Imponente na pequena... leia mais

Avaliou em 27 de Dezembro de 2015
Renan G
,
São Paulo, SP
Leia todas as 60 avaliações
Mapa
Satélite
A atualização do mapa foi interrompida. Aumente o zoom para ver as informações atualizadas.
Redefinir o zoom
Atualizando mapa…
Visão geral
  • Excelente62%
  • Muito bom33%
  • Razoável5%
  • Ruim0%
  • Horrível0%
LOCALIZAÇÃO
Plaza de Armas, Achao | Frente a Plaza de Armas, Ilha de Chiloé 5750000, Chile
CONTATO
Site

Atrações similares em Ilha de Chiloé

Faça uma avaliaçãoAvaliações (60)
Pontuação dos viajantes
Tipo de viajante
Época do ano
Idioma
  • Mais idiomas
Avaliou 18 de Fevereiro de 2016

Localizada na praça Achao, na comuna de Quinchao, ela lidera na listagem das igrejas de Chiloé, tanto pela antiguidade e pelo trabalho desenvolvido na madeira e motivos ornamentais. Suas peças de madeira (cipres) se encaixam sem nenhum prego. É considerada a igreja mais valiosa em...Mais

Obrigado, Adriana C
Avaliou 27 de Dezembro de 2015

Chiloé é um grande museu a céu aberto, e esta igreja é mais uma desta coleção. Imponente na pequena cidade de Achao (ilha de Quinchao), ela impressiona pela arquitetura e chega a assustar pelas cores sombrias. Se tiver oportunidade, assista a uma missa aqui. Mesmo...Mais

Obrigado, Renan G
Avaliou 18 de Outubro de 2015

Esta Igreja é simplesmente linda. Construída no Século XVIII, toda em madeira (ciprés), muita usada na região. O detalhe interessante é que na sua base não usaram fundação de concreto, as madeiras que formam sua base é colocada sobre pedras.

Obrigado, Silvio Romero Q
Avaliou 21 de Maio de 2015

Tombadas como patrimônio da humanidade pela Unesco, essas igrejas foram construídas pelos jesuítas, em madeira por meio de encaches sem a utilização de pregos ou parafusos, estão de pé até hoje, algumas mais bem conservadas do que outras !

Obrigado, Carlos F
Avaliou 31 de Dezembro de 2014

É uma das igrejas na ilha feito de madeiras, que são tombadas como Patrimônio Humanidade UNESCO. Vale a pena apreciar o estilo peculiar de construção.

Obrigado, Yoichi T
Avaliou 8 de Junho de 2013

Esta ingreja é uma das mais antigas e uma das mais interessantes da arquitetura chilota. Fora isto, os tours (ou um passeio por conta própria) pelos outros povoados e estradas da ilha de Quinchao valem a pena, pelo conjunto das paisagens, pelos mirantes. Em Curáco...Mais

Obrigado, RogerioCunha
Essa avaliação foi traduzida automaticamente do inglês O que é isso?
Mostrar traduções automáticas?
Avaliou 5 de Novembro de 2013

Mais

Essa avaliação foi traduzida automaticamente do inglês O que é isso?
Mostrar traduções automáticas?
Avaliou 10 de Abril de 2013

Mais

Proximidades
Restaurantes próximos
Restaurant El Medan
37 avaliações
0,32 km de distância
Cafe Refugio de Navegantes
255 avaliações
16,61 km de distância
Cocinerias De Dalcahue
298 avaliações
16,56 km de distância
Rucalaf Putemun
543 avaliações
21,02 km de distância
Atrações próximas
Mirador Alto La Paloma
36 avaliações
1,52 km de distância
Iglesia de Rilan
14 avaliações
12,71 km de distância
Feria Artesanal Dalcahue
294 avaliações
16,58 km de distância
Church of Castro
1.029 avaliações
22,67 km de distância
Perguntas e respostas
Os funcionários de Iglesia Santa Maria de Loreto e seus antigos clientes respondem rápido às suas perguntas.
Observação: a sua pergunta poderá ser vista por todas as pessoas na página do Perguntas e respostas.
Diretrizes de publicação
Enviar