Museu Chácara do Céu

Museu Chácara do Céu, Rio de Janeiro

Museu Chácara do Céu - Rio de Janeiro
4.5
Faça uma avaliação

Principais maneiras de aproveitar Museu Chácara do Céu e atrações por perto

Localização
Endereço
Bairro: Santa Teresa
Como chegar
  • Glória • a 9 min de caminhada

4.5
218 avaliações
Excelente
98
Muito boa
86
Razoável
32
Ruim
1
Horrível
1

Filipe
Salvador, BA3 contribuições
fev de 2022 • Casais
Chegamos no local cerca de meia hora antes do horário de abertura do Museu (que é meio dia). A parte externa podia ser acessada, mas o jardim é absolutamente nada demais. A vista é agradável, mas se você é um turista no Rio, vai ter vistas mais privilegiadas de outros locais.

Sobre o museu, como fomos numa quarta-feira, a entrada foi franca. O acervo é interessante - não fosse isso, a visita seria totalmente decepcionante.

Em resumo, penso que vale a pena ir se for entusiasta de arte, ou, se por qualquer motivo, já estiver na região.
Feita em 2 de fevereiro de 2022
Esta avaliação representa a opinião subjetiva de um membro do Tripadvisor, e não da TripAdvisor LLC.

Fabiano
Itabira, MG1.277 contribuições
out de 2021 • Casais
Na portaria fui informado que só os jardins estão abertos, infelizmente não há nada de interessante neles. Tem um mirante legal e 3 esculturas na entrada.
Feita em 2 de janeiro de 2022
Esta avaliação representa a opinião subjetiva de um membro do Tripadvisor, e não da TripAdvisor LLC.

Fabio R
Ilha de Tinharé, BA62 contribuições
jan de 2020 • Amigos
Considero esse Museu um dos lugares mais bacanas do Rio. Por sua localização, por seu acervo e sua vista.
Porém, ontem, 10/01/20, tive uma experiência desagradável lá. Levei alguns amigos, que são de Brasília, ao Museu. Inclusive havia uma criança de 3 anos, qdo chegamos à bilheteria, fomos informados que não poderíamos entrar, pois já eram 16:37h.
Disseram que não valeria a pena.
Obviamente foi uma situação bem desagradável. Mas, o atendente foi taxativo. NÃO!
Bom, aqui começam meus questionamentos:
1) Quem decide se vale a pena ou não é o visitante. Ele pode (E DEVE) ser aconselhado. Mas, a decisão é do visitante.
2) E, apesar do exposto acima, mesmo adotando essa postura de encerrar a visitação antes do horário divulgado oficialmente, seria muito mais produtivo e lógico se o visitante fosse avisado lá embaixo, na entrada. Evitando assim a subida; que exige muito do visitante. Reitero que estávamos com uma criança.

Enfim, fica aqui meu relato na esperança de contribuir para tornar nossa cidade um lugar ainda melhor.
Feita em 20 de janeiro de 2020
Esta avaliação representa a opinião subjetiva de um membro do Tripadvisor, e não da TripAdvisor LLC.

Luiz HenriqueTojeiro de Garcia Paula
Rio de Janeiro, RJ567 contribuições
dez de 2019
O local onde se situava a mansão, construída em 1876,no alto da Rua Murtinho Nobre, Santa Teresa, que atualmente abriga o Museu, era já conhecido desde o século XIX como Chácara do Céu. Em 1936, Castro Maya herdou a propriedade e alguns anos depois chamou Wladimir A.de Souza, para projetar uma nova casa agora modernista feita de ângulos retos, três andares, no lugar da antiga. Para quem vai de carro há um pequeno estacionamento grátis e na rua, se não tiver apresentações no Parque das Ruínas, é facil encontar vaga .É um imóvel arejado com móveis, louças, cristais, prataria, obras de arte e livros. Tem uma ampla área verde planejada por Burle Marx. Tanto o prédio como o jardim estão bem cuidados. Os banheiros públicos estão fora da casa são bem limpos. O museu funciona de quarta a segunda das 12h ás 17h,.possui uma lojinha e o ingresso custa R$ 6,00. Há obras de Visconti, Volpi, Matisse, Modigliani, Degas, Seurat, Miró. Picasso, Di Cavalcanti, Djanira,Taunay, Guignard, Iberê Camargo, Antônio Bandeira, Debret e Portinari, abrigando o maior acervo desse artista num só local. O caráter original da residência foi mantido, preservando a disposição da sala de jantar e biblioteca.com cerca de oito mil títulos entre livros de arte, literatura brasileira e européia. Vários
deles são primeiras edições de José de Alencar, Machado, Guimarães Rosa. São apresentadas muitas informações sobre o fundador. Outra atração é a vista panorâmica de alguns bairros cariocas e da Baía de Guanabara.
Feita em 22 de dezembro de 2019
Esta avaliação representa a opinião subjetiva de um membro do Tripadvisor, e não da TripAdvisor LLC.

engftmarques
Rio de Janeiro, RJ582 contribuições
nov de 2019 • Casais
Fácil acesso por metrô (Glória ou Cinelândia) com uns 20 minutos de caminhada de pura subida ou pelo bondinho de Santa Teresa (fica próximo a estação do largo do Curvelo). Fica praticamente abaixo do Parque das Ruínas. Está em obras para ampliação e o horário de visitação está diferenciado.
Feita em 25 de novembro de 2019
Esta avaliação representa a opinião subjetiva de um membro do Tripadvisor, e não da TripAdvisor LLC.

Mariana
São Paulo, SP234 contribuições
jan de 2019 • Casais
Estávamos passeando por Santa Teresa e como o Parque das Ruinas estava fechado (em plena semana de férias e alta temporada Rs) acabamos entrando apenas na Chacara do Ceu. É uma coleção particular muito interessante e o lugar em si a torna mais incrível ainda ... uma casa arejada com os móveis da época, cheia de história . Tem uma parte que conecta ao parque das ruínas então da para ve-lo bem! Destaque também para a biblioteca 😍
Feita em 6 de janeiro de 2019
Esta avaliação representa a opinião subjetiva de um membro do Tripadvisor, e não da TripAdvisor LLC.

Camilla Zuquim Tangerino
Belém, PA89 contribuições
out de 2018 • A sós
Antiga residência de Castro Maya, localizado no bairro de Santa Tereza e ao lado do Parque das ruínas, possui três pavimentos que abrigam uma exposição permanente de móveis, obras de arte e livros de diferentes períodos e exposições temporárias. Possue ampla área verde com vista da cidade. Num mesmo dia você pode conhecer as duas atrações, escadaria Selarón e o arco da Lapa.
Feita em 2 de dezembro de 2018
Esta avaliação representa a opinião subjetiva de um membro do Tripadvisor, e não da TripAdvisor LLC.

Paula K
Rio de Janeiro, RJ329 contribuições
nov de 2018 • Família
Conheci a Chácara do Céu de improviso - estava ido, na verdade, ao Parque das Ruínas, que estava insuportável de cheio por causa de um evento. Na verdade, foi ridículo ver pessoas nesta festa enfrentando filas enormes para comprar cerveja de marca que vende em qualquer bar, mas não dando R$6 para visitar o museu vizinho, que tava vazio. Espero que essas pessoas não se lamentem caso aconteça alguma tragédia como a do Museu Nacional, que enquanto aberto, era ignorado por muitos dos que choraram a perda dele.

A cobrança da Chácara do Céu acontece na base da confiança. Ninguém irá fiscalizar ou barrar sua entrada se você não pagar: apenas irão te orientar onde ir e vocês, como pessoas educadas, pagarão e depois, voltarão para começar a visita. Deixem de pão-durice e quando visitarem o vizinho gratuito (é, literalmente, ao lado do Parque das Ruínas, inclusive há um acesso por lá), entrem nesse também. Além de a coleção do Castro Maya ser bem legal, a própria casa e seu belo jardim já merecem uma visita. No acervo, além de muitas informações sobre o fundador, há telas para todos os gostos, esculturas feitas com as mais diversas técnicas e objetos variados da época que a casa era residencial. Há também informativos avisando qual a função original de muitos dos cômodos.

Ao meu ver, os destaques ficam por conta da biblioteca (a vontade de pegar os livros todos e folhear é imensa, mas não pode encostar neles) e das pinturas do Rio antigo - Castro Maya fazia parte da irmandade do Outeiro da Glória e, por isso, diversas de suas telas retratam essa paisagem. Há também trabalhos de artistas como Eliseu Visconti, Picasso e Debret no acervo - estes dois últimos, assim como outros, ficam em gavetas que não entendi bem se podiam ser abertas. No começo da visita, é informado que não pode encostar em nada. Ok, recado dado. Só que nessa sala, há um informativo dizendo que os trabalhos estão nas gavetas para serem apreciados com o mínimo desgaste, além de todos estarem catalogados (há avisos informando o que há em cada uma das gavetas). Abrimos algumas para ver de curiosos, nos baseando no aviso dessa sala, mas seria interessante algum funcionário reforçar o que pode ser feito ali...
Feita em 2 de novembro de 2018
Esta avaliação representa a opinião subjetiva de um membro do Tripadvisor, e não da TripAdvisor LLC.

Bruno R
Joinville, SC5 contribuições
nov de 2017
A visita ao Museu Chácara do Céu é maravilhosa do início ao fim. Na ocasião tentei subir as ladeiras de santa tereza de bicicleta, mas não deu muito certo, melhor pegar uber ou 99. O Museu tem uma vista maravilhosa dos arcos da lapa e de parte do centro do Rio, sem contar que você pode almoçar em alguma das opções dos restaurantes e descer as ruas de bondinho por Santa Tereza (de graça)
Feita em 3 de outubro de 2018
Esta avaliação representa a opinião subjetiva de um membro do Tripadvisor, e não da TripAdvisor LLC.

Victor F
Rio de Janeiro, RJ172 contribuições
set de 2018
Um acervo muito interessante e uma ambiente bem agradável para passar uma tarde junto com a familia e amigos.
Feita em 16 de setembro de 2018
Esta avaliação representa a opinião subjetiva de um membro do Tripadvisor, e não da TripAdvisor LLC.

Mostrando 110 de 179 resultados
Algo errado ou faltando?
Recomende alterações para melhorar nosso conteúdo.
Aprimorar este perfil
Perguntas frequentes sobre Museu Chácara do Céu

Reserve excursões em Museu Chácara do Céu com antecedência para garantir sua vaga. Quando você reserva com o Tripadvisor, é possível receber um reembolso integral ao cancelar até 24 horas antes do início da atividade. Veja todas as 4 excursões em Museu Chácara do Céu no Tripadvisor