O seu navegador não é compatível. O site Tripadvisor poderá não ser exibido corretamente.Aceitamos os seguintes navegadores:
Windows: Internet Explorer, Mozilla Firefox, Google Chrome. Mac: Safari.
4.349avaliações10perguntas e respostas
Pontuação dos viajantes
  • 3.329
  • 855
  • 151
  • 9
  • 6
Tipo de viajante
Época do ano
Idioma
  • Mais
Filtros selecionados
  • Filtrar
  • Português
06carolinab escreveu uma avaliação jan. de 2021
Goiânia, GO43 contribuições43 votos úteis
Um templo incrível, tantas construções impressionantes e ainda conservadas. É absolutamente imperdível.
Leia mais
Data da experiência: dezembro de 2020
1 voto útil
Útil
Compartilhar
FSabbag escreveu uma avaliação dez. de 2020
São Paulo, SP906 contribuições305 votos úteis
MUST Visit in Luxor/Tebas Dica - Vá com Guia !!!!!!!!! Tem alguns turistas que apenas vão para fazer fotos, o que é uma afronta para os amantes de história O Templo de Luxor, iniciado na época de Amenófis III e aumentado mais tarde por Ramessés II, tendo sido concluído apenas no período muçulmano, é o único monumento do mundo que contém em si mesmo documentos das épocas faraônica, greco-romana, copta e islâmica, com nichos e frescos coptas e até uma mesquita (Abul Hagague). Era dedicado ao deus Amom, mas não só, era também dedicado às divindades Mut (esposa de Amom) e Quespisiquis. As suas dimensões são menores do que as do Templo de Carnaque, e ambos são dedicados ao mesmo deus. O seu nome antigo era Ipep-resit, traduzido como "Harém do Sul", referindo-se às festas que uma vez por ano lá tinham lugar. Durante estas festas eram transportadas as estátuas de Amom, Mut e Quespisiquis de Carnaque para Luxor. Por volta do século II, o templo foi ocupado pelos romanos, mas foi sendo abandonado gradualmente. Foi coberto pelas areias do deserto, até que em 1881 o arqueólogo Gaston Maspero redescobriu o templo, que se encontrava muito bem conservado. Para iniciar a escavação, a vila que entretanto tinha crescido perto do templo teve de ser retirada, apenas permanecendo uma mesquita, construída pelos árabes no século XIII
Leia mais
Data da experiência: novembro de 2020
Útil
Compartilhar
alexandresfcpg escreveu uma avaliação jul. de 2020
Praia Grande, SP625 contribuições146 votos úteis
Localizado bem no centro de Luxor, próximo ao Rio Nilo, facilmente acessado por uma caminhada, é um templo dedicado ao Deus Amon. Ele é único do mundo que contém documentos das épocas faraônica, greco-romana, copta e islâmica. O templo passou por diversas épocas históricas e gerações, e por isso foi utilizado para fins políticos ou religiosos. Ele já foi ligado ao Templo de Karnak, situado a três quilômetros de distância, pela Avenida das Esfinges, que tinha mais de 600 esfinges ao longo de sua extensão. Atualmente, pode-se ver apenas o início dessa avenida nas portas de cada templo. Como curiosidade, o obelisco que está na Praça da Concórdia, de Paris, foi dado como presente por Mohamed Ali, em 1836, e procede deste templo.
Leia mais
Data da experiência: outubro de 2019
Útil
Compartilhar
ROBERTO C escreveu uma avaliação mar. de 2020
São Paulo, SP281 contribuições158 votos úteis
Fascinante templo localizado a margem oriental da cidade de Luxor, O templo foi dedicado à tríade de Tebas: Amón, Mut e Khonso. Tem estatuas imensas e colunas bem preservadas. A noite o templo iluminado , que fica no centro da cidade, rende boas fotos
Leia mais
Data da experiência: fevereiro de 2020
2 votos úteis
Útil
Compartilhar
rosa escreveu uma avaliação fev. de 2020
Sesimbra, Portugal12 contribuições5 votos úteis
Vale a pena viajar 2 horas pelo deserto para visitar um monumento tão interessante e rico. Templo está repleto de hieroglifos que merecem atenção e admiração.
Leia mais
Data da experiência: janeiro de 2020
1 voto útil
Útil
Compartilhar
Anteriores
Perguntas frequentes sobre Templo de Luxor