O seu navegador não é compatível. O site Tripadvisor poderá não ser exibido corretamente.Aceitamos os seguintes navegadores:
Windows: Internet Explorer, Mozilla Firefox, Google Chrome. Mac: Safari.

Centro Storico

256 avaliações

Centro Storico

256 avaliações
Aproveite a experiência completa e reserve uma excursão
Recomendados
Nossas excursões e atividades mais badaladas
Experiências perto
Outras experiências em Bari
BARI city tour especial
US$ 24,66 por adulto
Bari e Monopoli com partida de Matera
US$ 252,90 por adulto
BARI e LECCE com almoço típico incluído!
US$ 305,30 por adulto
Bari -berberello-matera
US$ 246,57 por adulto
Tela cheia
Localização
Contato
Bari Itália
Conheça a região
Excursão MATERA de Bari
Excursões culturais

Excursão MATERA de Bari

google
Com este incrível TOUR, você descobrirá a capital da cultura européia em 2019!<br><br>pegar 10h do seu alojamento!
US$ 150,16 por adulto
256avaliações2perguntas e respostas
Pontuação dos viajantes
  • 143
  • 98
  • 12
  • 2
  • 1
Tipo de viajante
Época do ano
Idioma
  • Mais
Filtros selecionados
  • Filtrar
  • Português
paulovidal_pv escreveu uma avaliação out de 2019
Ponta Delgada, Portugal1.488 contribuição241 votos úteis
+1
A Apúlia (ou Puglia) é uma agradável região de Itália que merece muito ser visitada. Tem excelentes motivos de interesse que ainda não estão verdadeiramente descobertos pelo turismo de massas. Bari é a sua capital, mas não faltam outras atrações nesta Província. É banhada pelos mares Adriático e Jónico, foi ponto de encontro e disputa de civilizações ocidentais e orientais, e a sua arquitetura e cultura são muito originais e atrativas. Por isso se fala sempre no estilo arquitetónico da Apúlia, seja ele de natureza gótica, românica ou outra. Os seus castelos, fortalezas e catedrais testemunham o seu rico passado multicultural. As suas paisagens, interiores e costeiras, são muito belas e intimamente ligadas a uma natureza que não sofreu profundas transformações. A construção antiga é dominada pela rocha calcária, o que torna os seus edifícios particularmente graciosos. A Apúlia ainda é um exemplo notável de como a sua população foi capaz de se adaptar harmoniosamente ao seu meio ambiente e às sucessivas civilizações que a ocuparam. Bari, e outras cidades da Apúlia, foi ocupada por gregos e romanos que aqui deixaram o seu legado. Foi mais tarde invadida pelos Godos nas suas incursões pela península itálica e conquistada pelos Bizantinos que aqui deixaram fortes influências durante os quase 500 anos de ocupação. Foi invadida e tomada pelos Sarracenos durante três décadas no século IX. No século XI passou para o domínio dos normandos e da família Sforza. Neste contexto, Bari é notoriamente influenciada pelas múltiplas culturas que aqui se encontraram e também um ponto entre o ocidente e o oriente. Os seus pontos turísticos estão concentrados em três grandes áreas: o centro histórico – Barivecchia; as avenidas do Quartiere Murattiano da época napoleónia; o porto e a orla marítima com as suas praias que estão a tornar-se bastante procuradas. Barivecchia é a parte mais interessante e tem uma área pequena que se percorre facilmente a pé. As suas atrações concentram-se em torno de quatro pontos; o Castello Normanno-Svevo, a Basílica e Catedral Metropolitana di San Sabino, a Basílica San Nicolau, a Piazza Mercantile. O primeiro foi a sede do poder aristocrático, as duas basílicas sede do poder religioso e a pizza mercantile sede da vida cívica. As ruas da cidade velha são muito estreitas, com numerosos becos, formando um labirinto típico dos tempos medievais. Quer a arquitetura, quer o ambiente que se vive têm um ar de tempos antigos, onde o pulsar da vida, os tons e aromas conservam marcas notórias do passado. Se nos cingíssemos apenas a Barivecchia, teríamos a sensação de que a cidade parou no tempo, tendo apenas sofrido os necessários restauros mas não alterações da matriz original. Aqui não existem lojas de moda, cadeias de fast-food, sedes de escritórios empresariais. O espaço resistiu ao poder económico, o que não é frequente. E, ironicamente, dos numerosos locais que visitei nesta viagem este foi o único onde não existe nada que seja património mundial da UNESCO. Porquê? Não sei. Faltará um compromisso sério em manter estas características, uma vontade e investimento em dinamizar seu capital artístico e cultural? Se o não houver, e a cidade se preocupar com as massas do turismo de praia, irá desvirtuar -se e é uma pena e uma pedra! Se pelo contrário houver interesse, certamente nos próximos anos teremos Bari devidamente posicionada nos nobres locais listados como património mundial. De todas as atrações, a que mais me impressionou foi a Catedral de San Nicolau, onde estão as relíquias deste santo, ponto de peregrinação religiosa de ocidentais e orientais. São Nicolau de Mira é padroeiro de Moscovo, de outras cidades Rússia, Grécia, França… Para além dos fantásticos aspetos arquitetónicos e históricos (antes era uma cidadela que ainda hoje se percebe), a basílica católica é aquilo a que podemos chamar um verdadeiro centro ecuménico. Na cripta convivem lado a lado um altar da igreja ortodoxa e outro da igreja católica. Nunca vi nada semelhante noutra parte do mundo! Como se não bastasse, na abside algo atípica (com planta latina de tau-cruz - em forma de T com o transepto colocado no final da nave), em torno da “Cathedra de Elias” (o Abade Elias foi quem ordenou a construção da cripta para acolher as relíquias de São Nicolau de Mira), observam-se inscrições em escrita árabe Kufic! O Quartiere Murattiano é a Bari Nova, onde as maiores atrações são os edifícios em estilo Liberty (o equivalente italiano da Art Nouveau), a via Sparano (uma elegante rua pedonal de lojas para todos os gostos), os belos edifícios dos Teatros da cidade e o Corso Vittorio Emanuel (onde se destacam o Palazzo Fizzarotti, Piazza della Libertà e o Teatro Margherita). Na orla marítima destaca-se o Lungomare (passeio junto ao mar) entre os portos novo e antigo, e as suas praias com bastante popularidade.
Leia mais
Data da experiência: agosto de 2019
Útil
Compartilhar
anavreis escreveu uma avaliação out de 2019
Lisboa, Portugal31 contribuições23 votos úteis
A não perder a visita às ruas estreitas do centro histórico repletas de pequenas bancas, onde os habitantes do bairro preparam, à vista dos visitantes, os doces tradicionais.
Leia mais
Data da experiência: outubro de 2019
1 voto útil
Útil
Compartilhar
AlcirOliveira escreveu uma avaliação nov de 2016
Salvador, BA1.363 contribuição377 votos úteis
Bari, a desspeito de ser uma das mais, senão a, mas importantes cidades da Puglia, tem um centro histórico que conta um bom pedaço da história que teria começado com os romanos e depois por bizantinos, lombardos, normandos, franceses e suecos. Em tempos mais recentes foi dominada pelos Sforza e, na II Guerra, duramente bombardeada pelos alemães. Caminhar por suas ruas estreitas, calmamente, olhando os prédios, suas fachadas, seus detalhes,é, sem dúvida, uma boa experiência para quem quer desfrutar do rico sul da Itália.
Leia mais
Data da experiência: outubro de 2016
Útil
Compartilhar
Allan D escreveu uma avaliação ago de 2016
Florianópolis, Brasil31 contribuições9 votos úteis
Uma cidade mais moderna ao sul da Itália, mas possui um centro histórico muito interessante, não deixe de visitar também a região próxima aos moles é lindo também.
Leia mais
Data da experiência: agosto de 2016
Útil
Compartilhar
Vanessa L escreveu uma avaliação jul de 2016
142 contribuições34 votos úteis
Bari é uma cidade surpreendente. Ruas estreitas e calçadas, lembram um pouco Veneza. Mas ao contrário desta, Bari é iluminada, clara, predominando os tons de bege. Janelas ornadas com roupas a secar e flores fazem parte da paisagem. Construções medievais permeiam o passeio. Sinceramente, me surpreendeu enormemente. Adorei. Deixe-se levar pelas ruas de Bari. Viva a cidade.
Leia mais
Data da experiência: agosto de 2015
Útil
Compartilhar
Anteriores
1234568
Perguntas frequentes sobre Centro Storico