O seu navegador não é compatível. O site Tripadvisor poderá não ser exibido corretamente.Aceitamos os seguintes navegadores:
Windows: Internet Explorer, Mozilla Firefox, Google Chrome. Mac: Safari.

Parque Antonio Maceo

46 avaliações
Não há excursões ou atividades disponíveis para reserva online nas datas selecionadas. Escolha outra data.

Parque Antonio Maceo

46 avaliações
Não há excursões ou atividades disponíveis para reserva online nas datas selecionadas. Escolha outra data.
46avaliações0pergunta e resposta
Pontuação dos viajantes
  • 10
  • 15
  • 17
  • 4
  • 0
Tipo de viajante
Época do ano
Idioma
  • Mais
Filtros selecionados
  • Filtrar
  • Português
JEsteves2605 escreveu uma avaliação out de 2019
Lisboa, Portugal2.922 contribuições141 votos úteis
Espaço amplo com a estátua do general Antonio Maceo com bancos aonde se pode descansar um puco e com uma passagem por baixo da marginal para o passeio Malecon
Leia mais
Data da experiência: julho de 2019
Útil
Compartilhar
MARCELO_PRETI escreveu uma avaliação jan de 2017
Cianorte, PR507 contribuições77 votos úteis
Atração sem grandes atrativos, apenas um monumento sem grandiosidade com importância história para Cuba.Se já estiver passeando pelo Malecon vale aproveitar para um registro.
Leia mais
Data da experiência: dezembro de 2016
Útil
Compartilhar
Alessandra S escreveu uma avaliação fev de 2016
Estado do Rio de Janeiro18 contribuições1 voto útil
Lindo lugar para ver o pôr do sol. Praça tranquila de frente ao principal hospital de Havana. Monumento de importância histórica.
Leia mais
Data da experiência: fevereiro de 2016
Útil
Compartilhar
Essas avaliações foram traduzidas do inglês automaticamente. Mostrar traduções automáticas?
Ian C escreveu uma avaliação mar de 2018
Londres, Reino Unido23.995 contribuições1.254 voto útil
Aqui está o grande monumento equestre triunfal a Antonio Maceo Grajales, construído em 1916, ao longo do Malecon em Havana. Mas você sabe que há outro monumento em que ele foi enterrado, que, tanto quanto eu posso ver, não é mesmo no TripAdvisor? De certa forma, o monumento mais impressionante é o seu túmulo no centro de um grande espaço aberto fora de Havana, devido à sua relativa simplicidade e ao seu ambiente, rodeado por árvores no topo da colina. Não visitado por muitos turistas, mas um lugar de recordação para os cubanos, o Monumento El Cacahual tem em seu centro o monumento e túmulo de Antonio Maceo Grajales, segundo em comando do Exército Cubano de Independência, e seu assistente Francisco G mez Toro (Panchito) Maceo e Gomez foram mortos perto daqui em 1896 pelos espanhóis, como resultado da traição do médico de seu quartel-general, que doou sua localização para os espanhóis. Os corpos dos dois homens foram resgatados e enterrados na fazenda de dois irmãos que juraram manter o local do enterro em segredo até que Cuba fosse independente e um funeral militar apropriado pudesse ser dado aos dois heróis. O monumento e túmulo simples que fica no centro do Monumento El Cacahuala, com outros monumentos em torno dele, é o terceiro no site, sendo concluído em 1951. É uma viagem de carro de distância, mas se você está visitando o santuário em Santiago de Las Vegas, então vale a pena uma visita.
Leia mais
Data da experiência: março de 2018
Google
Útil
Compartilhar
gandhy2014 escreveu uma avaliação mar de 2018
Havana, Cuba53 contribuições31 votos úteis
Este belo monumento foi projetado por Dom nico Boni, um escultor italiano em 1911 e ganhou um concurso naquele ano. Foi terminado em 1916. Mármores e bonzos foram usados ​​para comemorar o general Antonio Maceo, o oficial mais renomado do exército rebelde cubano (mambises) no século XIX contra o domínio espanhol. Embora ele nunca tenha sido escravo, ele cresceu e cresceu em uma família de pele escura do leste de Cuba. Maceo se juntou à rebelião de outubro de 1868, conhecida como Big War ou Ten Years War, derrotando muitos generais do Exército Espanhol, incluindo o hábil e corajoso Arsenio Mart Nez Campos, governador da ilha, mesmo quando outras tropas cubanas permitem deter a ofensiva espanhola e acreditando em promessas nunca cumpridas completamente, assinou uma trégua após dez anos de luta. O general Maceo foi apoiado pela Sociedade Anti-Escravatura de Nova York e outros simpatizantes, mas não pôde participar da Pequena Guerra de 1879 em 1880. Em 1895 ele se juntou a Jos Mart e M ximo G mez, líderes políticos e militares do novo movimento pela Independência, e novamente derrotou os melhores Exércitos Espanhóis em uma campanha relâmpago conhecida como La Campa a de Invasi n ou A Invasão, de Cuba Oriental para Mântua, então a cidade mais ocidental da ilha. O general Maceo, superando os Trochas, ou linhas de fortificações, desafiou um exército colonial de quase 200 mil homens e ameaçou Havana, embora mais tarde ele tenha continuado para o oeste. Mesmo apesar de nunca ter ido a uma academia militar, jornais e especialistas nos EUA e Europa Ocidental (Inglaterra, França, Itália) o consideravam um dos mais importantes militares do século. Quando o governador-geral Matzez Campos demitiu-se no rescaldo da campanha, os colonialistas mais ricos e as classes mais altas temiam Antonio Maceo como os romanos temiam Hannibal ou Spartacus. Infelizmente para o movimento da independência, ele foi morto em uma emboscada pouco depois (dezembro de 1896). No entanto, a guerra durou mais dois anos e terminou com a intervenção americana (1898) e o estabelecimento da República Cubana (1902). Para os cubanos e mulatos negros, o general Antonio Maceo é um ídolo, e eles tentam imitar sua masculinidade e bravura, mas não apenas eles; os brancos também o admiravam e, em geral, o povo cubano como um todo. É por isso que ele é um Spartacus cubano, El tit n de bronce ou Bronze Titan. O parque é grande e importante para cubanos e latinoamerianos. Para um povo além é que eles estão familiarizados com os fatos históricos ou se eles estão procurando um lugar para relaxar.
Leia mais
Data da experiência: março de 2018
Google
Útil
Compartilhar
Anteriores