Todos os artigos 10 viagens marcantes para fazer na América do Sul
torres del paine national park

10 viagens marcantes para fazer na América do Sul

O charme das cidades da América do Sul só perde para a riqueza de suas belezas naturais: da imponente Cordilheira dos Andes à Floresta Amazônica, passando pelos Pampas. Há muitas maneiras de conhecer a rica diversidade do quarto maior continente do mundo. Porém, quando se trata de planejar uma viagem marcante, os dez destinos a seguir não vão desapontar você.

Lindsey Olander
Por Lindsey Olander11 de mar. de 2021

Machu Picchu, Peru

Machu Picchu
paoloborsati, Tripadvisor

Dentre os lugares mais icônicos do mundo antigo, ao contrário do Coliseu de Roma ou da Grande Muralha da China, Machu Picchu exige fôlego. Você vai passar por trens, ônibus e uma trilha (que pode durar vários dias para viajantes ambiciosos) até chegar na cidadela inca do século XV, no alto de uma montanha a 2.430 m acima do nível do mar. No entanto, chegar e caminhar em um dos centros cerimoniais mais altos e preservados do mundo faz valer cada gota de suor, toda a fadiga muscular e o desconforto pela altitude. O Mountain Lodges of Peru oferece caminhadas de uma semana na Rota de Lares, cercada das montanhas nevadas dos Andes. Se você busca uma experiência mais relaxante e não se importa com o preço, reserve um quarto no Belmond Sanctuary Lodge, que fica a uma pequena distância das ruínas.

Cataratas do Iguaçu, Argentina e Brasil

Iguazu Falls in Iguazu National Park
ani19, Tripadvisor

Esse é um dos conjuntos de quedas d’água mais bonitos do mundo, que se estende por quase 3 km na fronteira entre a Argentina e o Brasil. A bruma e o barulho produzidos pela água são mágicos dos dois lados, mas cada país tem seus próprios atrativos. No Brasil, você terá que fazer uma trilha de 40 minutos até as cachoeiras. Atente-se às borboletas gigantes e aos tucanos coloridos pelo caminho. O Belmond Hotel das Cataratas é a única opção de hospedagem dentro do parque nacional e fica muito próximo das quedas d’água. No lado argentino, você verá a famosa Garganta do Diabo, um fosso estreito que pode ser acessado por uma trilha na floresta. A acomodação mais luxuosa da área é o Awasi Iguazu, que conta com 14 casas de madeira e oferece aos hóspedes veículos 4x4 e guias para excursões no crepúsculo e no pôr do sol, além de visitas a povos locais.

Rio de Janeiro, Brasil

Aerial view of Rio de Janeiro, Brazil
Agustin Diaz Gargiulo, Unsplash

Ah, o Rio. A cidade maravilhosa. Das avenidas arborizadas e lojas sofisticadas de Ipanema às casas noturnas animadas e a famosa Praia de Copacabana, o Rio é um deleite para todos os sentidos. A metrópole brasileira entrou nas listas de destinos imperdíveis desde que sediou a Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016, e continua com tudo. Além de visitar o Cristo Redentor e o Pão de Açúcar, outro passeio imperdível é tomar uma caipirinha nos estabelecimentos à beira-mar, como o Bar Astor, que fica a poucos metros do Hotel Fasano. O célebre Belmond Copacabana Palace, favorito de personalidades como Fred Astaire e Madonna, é sempre um ótimo local para se hospedar. No entanto, se você busca um estabelecimento mais moderno, o Hotel Fasano conta com interiores projetados por Philippe Starck e uma piscina com borda infinita no terraço frequentada por pessoas lindas e bronzeadas.

Salar de Uyuni, Bolívia

Salar de Uyuni salt plain
MaryTizi, Tripadvisor

O Salar de Uyuni vai fazer você se sentir parte de uma pintura surrealista de Salvador Dalí na vida real. Com mais de 10 mil km², esse é o maior salar e o lugar mais plano do mundo, com um relevo que varia menos de um metro. O lago pré-histórico fica seco e craquelado durante a maior parte do ano, mas, na estação chuvosa, entre janeiro e março, a chuva forma um espelho d’água com extensão maior do que algumas ilhas caribenhas. O céu refletido no chão dá a impressão de que você está caminhando sobre as nuvens. Um ótimo lugar para ficar é o Hotel de Sal Luna Salada. Ele foi construído com blocos de sal e oferece comodidades de luxo como edredons de pluma de ganso, culinária local e vistas incríveis.

Parque Nacional Torres del Paine, Patagônia chilena

Two travelers in Torres del Paine National Park
Viajo logo Existo, Tripadvisor

Dentre os muitos parques deslumbrantes da América do Sul, o Parque Nacional Torres del Paine se destaca por reunir todas as belezas da Patagônia em 242 mil hectares. Não se esqueça de levar a câmera: as trilhas pela natureza selvagem passam por montanhas de granito nevadas, geleiras reluzentes, rios e lagos azulados, campos e pampas. Se você tiver sorte, ainda pode ver animais da fauna local, como pumas, guanacos, condores e huemules. Conheça o Glaciar Grey e o Vale do Francês em passeios com o Awasi Patagonia, a única acomodação que oferece guias particulares no local. Na volta, relaxe ao ar livre na sua banheira de hidromassagem particular.

San Pedro de Atacama, Chile

Valle De La Luna
NasEstradasdoPlaneta, Tripadvisor

O Deserto do Atacama pode ser o local mais seco do mundo, mas essa faixa de 1.000 km de extensão surpreende por ser tão cheia de vida. Em meio à areia, você vai encontrar o Valle de la Luna, que encanta os observadores de estrelas há gerações com seu relevo semelhante ao da Lua e céu límpido, além de gêiseres, salares com várias espécies de flamingos e algumas acomodações de luxo perfeitas para ser o ponto de partida para sua aventura. No Elqui Domos, os hóspedes passam o dia fazendo passeios a cavalo e, à noite, relaxam em domos geodésicos duplex com claraboias. No Explora Atacama, você pode fazer passeios de bicicleta para conhecer leitos de rios, salares, vulcões e trilhas extenuantes que recompensarão você com vistas deslumbrantes. 

Ilha de Páscoa, Chile

Moai stone structures at Easter Island
Sophie The Laya Yogis, Unsplash

A 3.600 km da porção continental do Chile, a Ilha de Páscoa é um dos locais mais isolados do planeta, com uma cultura que se manteve intocada por influências externas durante séculos. Lá, o povo polinésio construiu mais de 900 estátuas monolíticas gigantescas, conhecidas como moais, além de entalhes em pedra antigos que fascinam arqueólogos e visitantes da ilha. Claro, não é só isso que você vai descobrir nesse local exótico. Faça passeios de bicicleta nos 163 km² da ilha, conheça suas belas praias desertas e explore suas cavernas antes do pôr do sol em Ahu Tongariki e jante em frente ao mar no restaurante do Hotel Hangaroa Eco Village, onde você pode comer peixe e frutas frescas.

Ushuaia, Argentina

Laguna Esmeralda, Ushuaia
Anamaga, Tripadvisor

Se você quer conhecer o fim do mundo, não pode deixar de visitar Ushuaia, na Argentina. A cidade mais ao sul do mundo tem o principal porto para a Antártica, mas você não precisa viajar mais de mil quilômetros até lá para ter uma amostra do Polo Sul. Na Ilha Martillo, no meio do Canal de Beagle, você encontra colônias de pinguins. Partindo de Ushuaia, o local fica a uma hora e meia de carro e a quinze minutos de barco. Na cidade, os restaurantes locais são conhecidos por pratos com cordeiro e caranguejo-real dependendo da estação. Depois, faça uma caminhada pelas ruas coloridas nos arredores do porto.

Cruzeiro no Rio Amazonas

Amazon Tupana River

Você pode achar clichê, mas descer o Rio Amazonas em um cruzeiro em meio à floresta tropical é uma experiência única. Afinal, trata-se de um dos rios mais longos do mundo, com 6.400 km, perdendo apenas para o Rio Nilo. Nas embarcações da Delfin Amazon Cruises, os hóspedes recebem tratamento VIP. A bordo, isso significa regalias como sucos naturais de manga e maracujá, serviço de quarto, um spa tranquilo e limpeza de sapatos após cada caminhada. Em terra, você participará de excursões na selva para observar jiboias, macacos-esquilo e bichos-preguiça, nadar com botos-cor-de-rosa e receber a bênção de xamãs locais. Um aviso: prepare-se para conhecer locais ermos.

Ilhas Galápagos

Great blue heron, Galapagos Islands, Ecuador
Amy Perez, Unsplash

Mais de 97% da área das Ilhas Galápagos são protegidas pelo status de parque nacional. Charles Darwin ficaria orgulhoso disso. Foi lá que o famoso cientista criou a teoria da evolução por seleção natural. Com um olhar mais atento, você conseguirá enxergar as descobertas dele nas pequenas variações dos cascos das tartarugas e dos pássaros nas ilhas. A ilha principal, Santa Cruz, é um local bonito para ficar, principalmente se você se hospedar no luxuoso Pikaia Lodge. No entanto, é uma boa ideia fazer um cruzeiro de vários dias pelas outras ilhas, onde você poderá nadar com tartarugas e iguanas-marinhas, pegar sol com leões-marinhos e patolas-de-pés-azuis e caminhar pelo terreno vulcânico.

Este artigo foi publicado originalmente em Jetsetter.com